A Congregação das

Irmãs Missionárias Somascas, Filhas de são Jerônimo

é uma das famílias religiosas que encarnam ao feminino o carisma de são Jerônimo.

Constituída em 1975, foi reconhecida em 1984, pela Santa Sé como Instituto de direito pontifício. Empenha-se em viver no estilo da pobreza evangélica servindo aos pobres e participando da missão salvífica da Igreja, atualizando na terra a predileção de Cristo para com os pequenos e os humildes.

Dedica-se, por isso, à formação humana e cristã dos jovens, sobretudo órfãos e abandonados, à assistência dos pobres e anciãos e colabora nas atividades pastorais e missionárias da Igreja.

(Das Constituições e Regras das Missionárias Filhas de são Jerônimo, nn.  3-5)


A atualização do carisma de são Jerônimo no estilo feminino caracteriza-se pela maternidade espiritual para com os mais necessitados no nível material, moral, afetivo e religioso. A Missionária Somasca, impelida pelo Crucificado, na relação íntima e pessoal com Ele toma a inspiração e a força para continuar o caminho segundo a sugestão de são Jerônimo, no serviço de amor aos pobres: «Todas as vezes que fizestes isso a um destes pequeninos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes» (Mt 25,40).

A predileção para com os últimos leva a Missionária a escolher meios ambientes e situações onde mais grave é a condição de pobreza. Atualmente as Missionárias trabalham em El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Itália, Colômbia, Filipinas e Sri Lanka.

O apostolado desenvolve-se em prol da juventude abandonada e nas atividades educativas e pastorais.

Nas instituições em que acolhem a infância e a juventude abandonada, as irmãs Missionárias procuram criar um clima familiar para transmitir aquele amor que infunde confiança e segurança, preparar para o futuro os meninos e os jovens promovendo os dons naturais deles e formando-os à responsabilidade e à disponibilidade para com os demais. Sendo as religiosas conscientes de que não podem substituir o pai e a mãe, se comprometem, pela adoção, em dar uma família aos meninos que não a têm.

A Congregação dedica-se à formação da infância e da juventude, também pelo ensino, pelas instituições educativas e a animação juvenil. Propõe aos jovens uma forma de vida cristã e os prepara para promover o bem da comunidade humana e da Igreja.

As Missionárias Somascas levam em frente a própria ação pastoral na igreja local por meio da catequese, a animação litúrgica e a participação nos organismos paroquiais e diocesanos.